Os partidos que lideram a 19 dias das eleições


Partidos do Centrão têm vantagem em 351 de 570 cidades
POR JOÃO COSTA • 27/10/2020

Nosso agregador de pesquisas eleitorais conta com pesquisas de mais de 500 cidades. Não é possível determinar quem vencerá em cada um desses municípios apenas baseado nas taxas de intenção de voto atuais, mas mesmo assim podemos ter uma ideia de como andam as corridas para prefeito pelo Brasil.

Considerando os dados de 27 de outubro, os partidos do Centrão e da centro-direita lideram as campanhas pelo país. A centro-esquerda fica bem atrás e partidos mais ideológicos de ambos os lados do espectro político têm favoritos em pouquíssimas cidades. Ainda assim, os eleitores indecisos ou que pretendem anular o voto são maioria em um quinto dos municípios em nosso agregador. (Caso dois ou mais candidatos estejam tecnicamente empatados na liderança, todos são contabilizados como líderes).

Atualmente, o partido que mais tem líderes de pesquisas é o MDB, com 78 dos favoritos. Logo atrás vêm o PSD, o PP e o DEM, outras legendas pouco ideológicas da centro-direita. No total, 351 ou 62% das corridas são lideradas por partidos que participam ou participavam há pouco do Centrão. Dos primeiros cinco colocados, apenas o PSDB não é do centrão, com 58 líderes nas intenções de voto.

Os tradicionais partidos de esquerda e centro-esquerda do país têm poucos candidatos liderando as pesquisas no momento. O PSB é a legenda com o maior número de favoritos, 31. Somando este número com favoritos do PDT, PT e PCdoB, a esquerda mais tradicional lidera em 84 municípios, ou apenas 1 em cada 8 corridas.

Partidos mais ideológicos de ambos os lados do espectro político têm menos favoritos nas pesquisas por enquanto. Pela direita, o Patriota tem 5 candidatos na liderança, e o PSL tem apenas dois, em Carmolândia (TO) e Alterosa (MG). Já na esquerda, o PSOL também lidera em apenas dois municípios: Ribas do Rio Pardo (MS) e Belém do Pará, com o candidato Edmilson Rodrigues.

Nem o Partido Novo — disciplinadamente liberal — nem a Rede Sustentabilidade — de enfoque ambientalista e progressista claro — contam com sequer um candidato à frente em nosso agregador.


NOTA: O Pindograma assume, para os cálculos dessa matéria, que a margem de erro de todas as pesquisas é de 3%.

Dados utilizados na matéria: Resultados de Pesquisas Eleitorais (Pindograma).

Contribuiu com dados: Daniel Ferreira.

Para reproduzir os números citados, o código e os dados podem ser encontrados aqui.

[Gostou do nosso conteúdo? Siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram.]

foto do autor

João Costa é repórter do Pindograma.

Os partidos que lideram a 19 dias das eleições

Partidos do Centrão têm vantagem em 351 de 570 cidades

POR JOÃO COSTA

27/10/2020

Nosso agregador de pesquisas eleitorais conta com pesquisas de mais de 500 cidades. Não é possível determinar quem vencerá em cada um desses municípios apenas baseado nas taxas de intenção de voto atuais, mas mesmo assim podemos ter uma ideia de como andam as corridas para prefeito pelo Brasil.

Considerando os dados de 27 de outubro, os partidos do Centrão e da centro-direita lideram as campanhas pelo país. A centro-esquerda fica bem atrás e partidos mais ideológicos de ambos os lados do espectro político têm favoritos em pouquíssimas cidades. Ainda assim, os eleitores indecisos ou que pretendem anular o voto são maioria em um quinto dos municípios em nosso agregador. (Caso dois ou mais candidatos estejam tecnicamente empatados na liderança, todos são contabilizados como líderes).

Atualmente, o partido que mais tem líderes de pesquisas é o MDB, com 78 dos favoritos. Logo atrás vêm o PSD, o PP e o DEM, outras legendas pouco ideológicas da centro-direita. No total, 351 ou 62% das corridas são lideradas por partidos que participam ou participavam há pouco do Centrão. Dos primeiros cinco colocados, apenas o PSDB não é do centrão, com 58 líderes nas intenções de voto.

Os tradicionais partidos de esquerda e centro-esquerda do país têm poucos candidatos liderando as pesquisas no momento. O PSB é a legenda com o maior número de favoritos, 31. Somando este número com favoritos do PDT, PT e PCdoB, a esquerda mais tradicional lidera em 84 municípios, ou apenas 1 em cada 8 corridas.

Partidos mais ideológicos de ambos os lados do espectro político têm menos favoritos nas pesquisas por enquanto. Pela direita, o Patriota tem 5 candidatos na liderança, e o PSL tem apenas dois, em Carmolândia (TO) e Alterosa (MG). Já na esquerda, o PSOL também lidera em apenas dois municípios: Ribas do Rio Pardo (MS) e Belém do Pará, com o candidato Edmilson Rodrigues.

Nem o Partido Novo — disciplinadamente liberal — nem a Rede Sustentabilidade — de enfoque ambientalista e progressista claro — contam com sequer um candidato à frente em nosso agregador.


NOTA: O Pindograma assume, para os cálculos dessa matéria, que a margem de erro de todas as pesquisas é de 3%.

Dados utilizados na matéria: Resultados de Pesquisas Eleitorais (Pindograma).

Contribuiu com dados: Daniel Ferreira.

Para reproduzir os números citados, o código e os dados podem ser encontrados aqui.

[Gostou do nosso conteúdo? Siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram.]

foto do autor

João Costa

é repórter do Pindograma.

newsletter

Para receber notificações de novas matérias,

digite seu email:

(e aperte enter!)